quarta-feira, 20 de março de 2013

Anna e a Poesia: Calma terra...

Anna e a Poesia: Calma terra...: Calma terra... Sonhe devagar Aprimore seus castiçais Acenda as velas perfumadas Anda terra abre as comportas dos teus mares Da- nos vig...

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

VOTEM NA MINHA NETA LAURA


TALVEZ VOCÊS ACHEM CHATEAÇÃO TODOS OS DIAS EU POSTAR A MENSAGEM ,PEDINDO VOTOS PARA MINHA NETA LAURA DE 04 MESES CONCORRENDO AO BEBE HIPOGLÓS AMÊNDOAS
ELA ESTA MUITO LONGE DE GANHAR INFELIZMENTE
TEM CRIANÇAS COM MAIS DE CEM MIL VOTOS
MAS,EU INSISTO EM POSTAR COMO UM MODO DE LUTAR POR ALGO MESMO QUE JA PERDIDO
É SOMENTE A VONTADE DE LUTAR,IR ADIANTE ,NÃO FRAQUEJAR
SABER QUE MESMO SEM POSSIBILIDADES DE GANHAR EU ENFRENTEI E LUTEI
PELO MENOS UMA VEZ NA VIDA
ALGO DIFICIL OU INATINGIVEL
AGRADEÇO A TODOS QUE ESTAO ME AJUDANDO
ISSO ME FAZ BEM ,PORQUE ESTOU LUTANDO POR ALGUÉM QUE AMO  NÃO PELA VITÓRIA
E A LAURA AGRADECE
http://bebehipoglos2011.com.br/304109
OBS:PODE VOTAR QUANTAS VEZES QUISER.
ANNA KARENINA

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Só me resta escrever...


Um dia eu fui criança
Não criança esperança
Se não me foge a lembrança

Mas criança sem destino
Criança desatino
Criança sem ser criança
Era como um troféu
Um pequeno fogaréu

Um vai e vem
E volta atrais
Era a mascote andarilha
Que corria no sentido
Da irresponsabilidade de meus pais

Um queria
O outro também
Brigavam feito criança
Por causa de outra criança

Mas não fiquei com ninguém...
.................
E agora anos se vão
Me indigna o coração
E a minha infância roubada
Agora sou quase nada
De uma criança desamada

Que nasceu sem saber por quê
.........

Mas As linhas do destino
Criaram uma

Incógnita

Hoje já sei quem sou

Sou poetisa
Ou trovador
E nessa tristeza imensa
Sem carinho ou recompensa
Nada mais resta a fazer

Não posso voltar o tempo
Nascer de outra madre
Nem do destino correr

Só me restam alguns anos
Para minha vida acabar
Já que nada vai mudar
Só me resta escrever

Para apagar da memória
Essa triste e muda história
Só me resta á esquecer...
 
Anna Karenina
postado em: